Biblioteca Parque Estadual

Biblioteca Parque Estadual

Biblioteca Parque Estadual reabre ao público com acesso controlado

Visitantes precisam realizar agendamento online para consultar acervo e acompanhar exposições

Creso Suerdieck

A Biblioteca Parque Estadual (BPE), no Centro do Rio de Janeiro, iniciou hoje (08/03) a reabertura ao público com entrada controlada. Os visitantes que quiserem consultar o acervo de mais de 100 mil livros, as quatro exposições montadas no espaço do equipamento cultural, bem como demais instalações, precisam fazer agendamento online através da plataforma Sympla. O acesso continua gratuito, mas só será permitida a entrada de quem tiver o ingresso impresso ou eletrônico.

É obrigatório o uso de máscara dentro da BPE, vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. O acesso também passa a ser controlado por meio do uso de medidores de temperatura e de álcool em gel na entrada. O funcionamento da biblioteca fica limitado ao horário das 10h às 16h e os visitantes só poderão permanecer duas horas dentro do equipamento. Havendo disponibilidade, o visitante poder obter o ingresso em terminal eletrônico montado na entrada.

“Temos uma demanda enorme de professores, pesquisadores e estudantes pela consulta aos livros e por isso estamos encarando o desafio de abrir a Biblioteca Parque, mesmo com toda a necessidade de prevenção. Por outro lado, será uma oportunidade para quem vem consultar o acervo ver exposições belíssimas”, ressalta a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros.

Além do acervo de livros, os visitantes terão acesso ao setor Sara CE (scanner leitor e digitalizador de imagens, voltado para leitores com dificuldade visual), Espaço Mundo (acesso a computadores para pesquisa) e Guanabarina (setor de obras raras).

Exposições

Quatro exposições estão abertas na BPE. Entre elas, está “Sertão Rio – Saberes do Nordeste”, que foi montada em fevereiro, com recursos da Lei Aldir Blanc. Nela, estão contidas mais de cem obras de arte popular que retratam a cultura do povo nordestino. Ela estará aberta até 26 de março.

De impacto visual é o “Projeto Neon – Makeup e Fotografia”, do artista Auri Mota. Ele produz peças a partir da fotografia dos efeitos da maquiagem fluorescente sobre os corpos humanos. Seus trabalhos estarão expostos até 02 de abril, também através do patrocínio da Aldir Blanc.

Outra mostra que ocupará hall da biblioteca é “Brasileiro Sou: Memórias Ruianas”, fruto de uma parceria entre a SECEC e a Fundação Casa de Rui Barbosa. A exposição é composta de 15 painéis impressos em PVC de 0,80 x 110,00 cm e apresenta um panorama da vida de Rui Barbosa, maior jurista brasileiro.

Também está aberta ao público a exposição “Brazil Jeans”, composta por um conjunto de manequins, masculinos e femininos, vestidos com figurinos de jeans reciclados. As roupas levam uma série de aplicações, que remetem a um cenário futurista e ao mesmo tempo de reciclagem e preocupação com o meio ambiente. A instalação, que fica na BPE até 26 de março, também foi patrocinada pela Lei Aldir Blanc e marca a abertura Programação do MOVIRIO FESTIVAL #MÓVERÃO.

Serviço
Biblioteca Parque Estadual
Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1.261, Centro.
Horário: 10h às 16h
Agendamento pelo link: https://www.sympla.com.br/produtor/bibliotecaparquerj?tab=proximos-eventos

Deixe uma resposta

*