Honda- 3583 unidades por dia

Honda: 3583 unidades por dia

Honda tem em agosto melhor venda diárias desde 2015

Montadora japonesa vendeu 3.583 unidades por dia no mês passado, crescimento de 7% sobre agosto de 2019.

Creso Suerdieck Dourado

Creso Suerdieck DouradoUm dos setores que apresentou crescimento durante a pandemia, foi o setor de delivery. Esse crescimento, mais o aumento na venda de consórcios, que continuaram mesmo nos piores meses da pandemia, garantiram à Honda em agosto a maior venda média diária de motos desde dezembro de 2015. Líder do mercado com cerca de 80% de participação, a montadora japonesa vendeu 3.5.83 unidades por dia no mês passado, representando um crescimento de 7% sobre agosto de 2019.

A procura foi tanta, que surpreendeu expectativas da própria companhia e levou à falta de alguns produtos.

Durante os meses de abril e maio, a fábrica instalada no Polo Industrial de Manaus ficou paralisada. Entretanto, as concessionárias mantiveram suas atividades pela internet e as cotas de consórcio continuaram a ser contempladas. Como o estoque na rede era baixo no fim de março, acabou gerando uma demanda reprimida durante dois meses que agora começa a ser atendida.

O delivery se tornou uma opção de renda para muitas pessoas na pandemia. Com o crescimento da atividade, a Honda vendeu mil unidades para uma startup que aluga motos para quem quer trabalhar em delivery e não pode comprar uma. O destaque nas vendas foram os modelos de entrada, mais usados no delivery.

Há ainda um terceiro fator que está alavancando as vendas. Muitos trabalhadores que estão voltando ao trabalho presencial e não querem voltar ao transporte público por medo de contrair o vírus da covid-19 têm recorrido ao uso de motos.

A Honda tem grandes motivos para comemorar, além desse crescimento em agosto, a empresa que emprega 7 mil funcionários, não demitiu nenhum deles, pois adotaram todos os mecanismos possíveis durante os meses de parada da produção, como férias coletivas, banco de horas e suspensão temporária dos contratos de trabalho (lay-off).

Bons resultados durante a pandemia merecem nossos aplausos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *