Nove Fusões/Aquisições até Maio

Nove fusões/aquisições até maio

Acordos entre operadoras de telecomunicações e provedores de acesso envolvem R$ 20,76 bilhões este ano

Essa é uma tendência do mercado no novo mundo pós-pandemia “, avalia Creso Suerdieck

Fotos: Divulgação 

O movimento de fusões e aquisições envolvendo operadoras de telecomunicações e provedores de acesso em banda larga no Brasil somou US$ 92,4 bilhões (mais de R$ 467,9 bilhões, pelo câmbio de ontem) de 2010 a 2020, referentes a 95 transações.

No ano passado, a cifra alcançou US$ 4,5 bilhões, acima de R$ 22,79 bilhões, envolvendo 16 acordos, o maior número na década no país. Esse total, na verdade, ainda é maior, pois omite negócios cujos valores não são revelados pelas partes.

Só de janeiro a maio de 2021 foram fechados nove acordos por US$ 4,1 bilhões (R$ 20,76 bilhões), quase o total do ano passado inteiro.

Segundo o especialista em fusões e aquisições Creso Suerdieck, essa é uma tendência do mercado no novo mundo pós-pandemia.

“Tudo que envolve tecnologia tende a crescer. As pessoas estão em casa e têm buscado alternativas de lazer residencial. Com isso, empresas como Netflix e GloboPlay têm angariado muitos clientes. O nicho que dá sustentação para que isso funcione tente a dar uma chacoalhada”, avalia o empresário.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*