PIB do agronegócio se destaca

PIB do agronegócio se destaca 2,5%

Enquanto o Brasil enfrenta crise com coronavírus, PIB do agronegócio se destaca e empresas podem se beneficiar na bolsa.

Crezo Suerdieck Dourado

crezo suerdieck douradoSetor performa bem melhor que a média da economia e atrai investidores pelas empresas de capital aberto que atuam nele

O coronavírus trouxe um forte impacto à economia brasileira, porém, o agronegócio brasileiro parece ir na contramão dos demais setores produtivos e deve crescer e bater recordes como se estivesse alheio a essa situação.

Tem sido o desempenho desse setor o grande responsável para que a queda no Produto Interno Bruto (PIB) não seja ainda maior.

As previsões do mercado apontam para um encolhimento do PIB na ordem de 6%, nas expectativas mais otimistas, enquanto o agronegócio deverá crescer 2,5% no mesmo período.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou em 8 de agosto que o PIB do agronegócio brasileiro avançou 4,65% nos primeiros cinco meses do ano.

Esse forte desempenho tem que com razão as exportações para a China. Como o país precisa repor a criação de porcos perdidos em 2019 durante a epidemia de peste suína africana, os chineses devem consumir muito milho moído e farelo de soja, que são utilizados na alimentação destes animais.

Vale ressaltar que, o Brasil é o maior exportador de soja do mundo, tendo sido responsável por 56% das exportações globais do grão em 2018, de acordo com a Organização Mundial do Comércio (OMC): “Estamos caminhando para uma nova safra recorde. Grande parte da safra já foi comercializada e os grandes produtores estão rentabilizados”.

Esses resultados fazem com grandes empresas do setor se beneficiem no mercado de valores, usufruindo dos lucros num momento econômico improvável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *