Pílulas do Creso #2

SHOPPINGS CENTERS

Vai começar uma nova fase para os shoppings centers. No momento, é impossível prever quais serão os resultados, uma vez que o poder de compra do consumidor mudou drasticamente. Por outro lado, todos os shoppings já estão tendo custos adicionais para se adaptar à nova realidade. A exemplo, o Grupo Jereissati que administra o Shopping Iguatemi, JK, Pátio Higienópolis e Market Place fez um investimento de meio milhão em tecnologia para abertura dos quatro shoppings.

O investimento é focado em câmeras termográficas com inteligência artificial para ver temperatura dos frequentadores, botões de elevador “no touch” e sensores automáticos nas cabines de estacionamento.

COSMÉTICOS

Minha experiência no mercado, me leva a concluir que três seguimentos serão menos afetados que os demais: tecnologia de pagamentos e Fidcs, alimentação e cosméticos. Não se surpreendam com diversas fusões e aquisições nesses setores. Como exemplo, citamos a gestora americana KKR, que recentemente comprou 60% da divisão de produtos profissionais da fabricante de cosméticos francesa – Coty. E, ainda vem disputando com o fundo americano Advent, a aquisição dos ativos Coty no Brasil.

NA MARCA DO PENALTY

A centauro está muito interessada na aquisição porteira fechada, da fabricante de material esportivo Penalty. A aquisição engloba terrenos, representações e a fábrica.

CHINESES SE APROVEITANDO

A Envision uma das maiores fabricantes de turbinas eólicas da china, planeja se instalar no Brasil. Como já dito anteriormente na nossa coluna, só a China tem se saído bem com essa pandemia. Aliás, quer pegar o vácuo de sua conterrânea State Grid. Na mesma onda, a China Three Gorges já está aumentando seus investimentos no mercado brasileiro. Além de querer investir em geração solar, quer abrir um braço de comercialização de energia. Ou seja, o que tivermos para vender os chineses compram.

PETROBRAS

No seu projeto de venda de ativos, a Petrobras já está com conversa bem adiantada com a espanhola Disa para venda de todos seus ativos no Uruguai. Envolve 16 lojas de conveniência, terminal de lubrificantes, planta de querosene de avião e quase 90 postos de combustível. A Disa já vem operando há algum tempo no Uruguai com a Shell.

EMPRESARIO X POLÍTICO

Assim como água e óleo não se misturam, sempre achei que isso também deveria se aplicar para políticos e empresários. Na sua recente excursão no cenário político, o empresário Carlos Wizard já sentiu efeitos no bolso. A marca esportiva Topper, controlada por Wizard já sente represálias no mercado consumidor.

MINI BIG

A Advent dona da varejista BIG, antiga Wallmart Brasil, vai encolher. Decidiu que irá fechar aproximadamente 20 lojas.

APPLE AT HOME

Diante do novo cenário de trabalho, a Apple Brasil colocou todos trabalhando em sistema home office. Porém, já estuda ficar definitivamente dessa forma após a pandemia e com isso ter uma economia anual na casa dos R$ 10 milhões de reais.

PNEU FURADO

Ao que tudo indica, vem sendo engavetado o plano de concessão do autódromo de Interlagos.

JOGOS LEGAIS

Em meio a essa pandemia, já é hora de olhar com mais atenção para a legalização dos jogos. Nada melhor para movimentar o setor hoteleiro, que foi um dos mais afetados com essa crise. A legalização dos jogos traria investimentos, geração de emprego e um impacto direto no turismo local.  Diversas cidades consideradas as meninas dos olhos do turismo, estão sofrendo gravemente, cinco pousadas em Búzios fecharam, só essa semana.

PIBinho

Conforme projeções divulgadas pelo Fundo Monetário Internacional – FMI, nesta quarta-feira, o Produto Interno Bruto – PIB deve ter um recuo de aproximadamente 9,1% neste ano.

Se tais projeções forem confirmadas, significará o maior tombo da economia brasileira em 120 anos. A estimativa atual é maior que a prevista em abril, no patamar de 5,3%.

 

11 comentários em “Pílulas do Creso #2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *