Treasury Wine Estates: R$ 5 bilhões

Treasury Wine Estates: R$ 5 bilhões

Treasury Wine Estates: R$ 5 bilhões de libras esterlinas

Empresa de vinhos francesa quer adquirir australiana do mesmo setor

Pernod Ricard teria feito oferta pública pela Treasury Wine Estates

Fotos: Divulgação

As ações da empresa australiana Treasury Wine Estates dispararam nas bolsas de valores australianas após rumores de ter recebido uma oferta pública da francesa Pernod Ricard.

No entanto, a Treasury, maior produtor de vinho da Austrália, não comentou sobre os rumores, assim como um porta-voz da Pernod Ricard disse que a empresa “não tinha comentários” sobre as especulações.

Creso Suerdieck DouradoDe acordo com o especialista em fusões e aquisições de empresas, Creso Suerdieck, o setor de bebidas é bastante interessante. “Tem um campo enorme para negócios entre companhias”, avalia.

Segundo a imprensa britânica o negócio giraria em torno de 5 bilhões de Libras esterlinas, o equivalente a 15 dólares australianos por ação, valor cerca de 50% acima do atual da companhia no mercado. As ações da Treasury – mesmo com o aumento de mais de 7% depois dos rumores – estão sendo negociadas a 10 dólares australianos.

A empresa, porém, vem enfrentando um período de dificuldades. Antes da crise provocada pela Covid-19 e do embargo chinês aos vinhos australianos, as ações da Treasury eram negociadas acima dos 17 dólares australianos. Cenário que, segundo especialistas de mercado, favorecem a aquisição.

A Treasury Wine Estates já havia no início da semana licenciado parte de suas marcas americanas para o The Wine Group, em uma estratégia que, segundo a empresa, visa a revitalização contínua da marca e de suas operações nos Estados Unidos.

O negócio entre a gigante australiana e a Pernod Ricard levaria esta a aumentar seus negócios na América do Norte e na Austrália, onde já atua com a linha Jacob’s Creek. Além de passar a contar no seu portfólio com mais uma linha icônica como a Penfolds.

Deixe uma resposta

*