Seguro residencial: 10 milhões

Seguro residencial

Seguro residencial: 10 milhões

Pandemia aumenta contratação de seguros residenciais

No acumulado de 2020, seguro residencial cresceu 3% no Rio de Janeiro e 10,1% no Espírito Santo

Foto: Divulgação

Creso Suerdieck

Um ano após a chegada e permanência da pandemia de covid-19, quem aderiu ao home office, por exemplo, passou a ficar mais tempo dentro de casa e percebeu a dor de cabeça ao ter que fazer pequenos reparos, sem ter uma seguradora para recorrer.

Diante deste cenário, de acordo com a Confederação Nacional de Seguros, os seguros residenciais cresceram 6,1% no ano de 2020. Segundo o Sindicato das Seguradoras do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, no acumulado do ano de 2020, o seguro residencial cresceu 3% no estado do Rio de Janeiro e 10,1% no Espírito Santo.

No Brasil temos aproximadamente 70 milhões de residências. Destas, 10 milhões tem um seguro residencial, ou seja, apenas uma parcela pequena da população está de fato protegida. A boa notícia é que ano a ano é percebida uma evolução neste segmento tão importante para a sociedade, pois não estamos falando apenas de um bem e sim de um lar, lugar de convivência com a família, amigos e vizinhos.

– O seguro residencial cresceu porque a casa das pessoas passou a ser o único ambiente da família e também o local de trabalho e de educar os filhos. Basicamente, o seguro residencial tem a função de proteger o patrimônio, no caso o imóvel, e o conteúdo nele abrigado – móveis, eletrônicos, eletrodomésticos, etc. Garante a cobertura de danos decorrentes de incêndio, explosões, fumaça e até queda de raios. Você também pode acrescentar coberturas adicionais como a de roubo e responsabilidade civil. É importante contar com um corretor de seguro na hora de contratar um seguro residencial, de acordo com as necessidades do cliente – afirma Antonio Carlos da Costa, presidente do Sindicato das Seguradoras do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Tendências do setor para 2021

Seguro cibernético – Sistemas de informações estão cada vez mais digitalizados nas grandes empresas. Especialistas afirmam que sistemas invadidos e informações roubadas seguem como o grande risco para as companhias nos dias de hoje. Em outros países, a prática já é comum, como nos Estados Unidos, onde 20% das empresas já apresentam esse tipo de proteção. Com a adoção do home office, as pessoas também passaram a ser expostas a esse risco.

Assistência doméstica 24 horas – É possível ter acesso a serviços 24 horas, como chaveiro, encanador e eletricista ao contratar um seguro residencial com cobertura básica, que garante o ressarcimento de eventuais gastos de manutenção e correção do problema do local afetado.

Deixe uma resposta

*