IPO: Novo Mercado

IPO: Novo Mercado

IPO: Novo Mercado

Lista de IPO ganha três novas empresas

Kora Saúde, Boa Safra Sementes e Infracommerce CXAAS podem levantar, juntas, mais de R$ 4,5 bilhões ao preço médio da faixa indicativa

Fotos: Divulgação

Três empresas anunciaram o início de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês): a rede hospitalar Kora Saúde; a Boa Safra Sementes e a Infracommerce CXAAS, de soluções para comércio eletrônico. Todas se listarão no Novo Mercado.

Creso SuerdieckDe acordo com o especialista em fusões e aquisições Creso Suerdieck, o mercado está bastante aquecido. “Há empresas novas estreando na Bolsa de Valores. Por conta da pandemia, há muitos empresários com dinheiro buscando este investimento”, afirma o também empresário.

A Kora Saúde fixou uma faixa indicativa de preço para suas ações entre R$ 11,20 e R$ 15,50. Considerando o ponto médio do intervalo de preço sugerido (R$ 13,35), a operação poderá alcançar R$ 1,68 bilhão – 100% desses recursos serão em colocação primária, ingressando no caixa da empresa. Além disso, a operação também poderá contemplar uma venda secundária de ações, na eventual colocação de lotes de ações adicionais e suplementares. Nesse caso, a oferta poderá girar mais R$ 588 milhões e alcançar R$ 2,25 bilhões.

O fundo de private equity H.I.G controla a empresa com 75% do capital. Considerando a diluição com a oferta primária, a fatia do fundo descerá para 57%. Se sair a venda secundária, cairá para 51,4%. Um grupo de acionistas pessoas físicas poderá vender ações na oferta.

A Kora se descreve como líder em seus mercados de atuação: Espírito Santo, Tocantins e Mato Grosso, e quer replicar seu modelo de negócio em todas as regiões do Brasil, fora do eixo Rio-SP. A oferta deverá ter seu preço fechado dia 28 de abril. A operação é coordenada por Itaú BBA, J.P. Morgan, Bradesco BBI, Santander, XP e UBS BB.

A Boa Safra Sementes fará uma oferta menor, que deverá movimentar R$ 454,545 milhões, considerando o meio do intervalo de preço sugerido, que varia de R$ 9,90 a R$ 12,60. Os recursos vão para o caixa da empresa e o preço deverá ser definido dia 27 de abril. Com mais de 40 anos e atuação em Estados que representam 80% do território nacional, a Boa Safra diz ser líder de mercado, com cerca de 6,5% de market share. A operação é coordenada por XP e UBS BB.

A Infracommerce CXAAS pode levantar cerca de R$ 1,982 bilhão – novamente com o cálculo considerando o meio (R$ 25) da faixa de preço sugerida que vai de R$ 22 a R$ 28. A oferta será primária e também secundária, quando acionistas atuais vendem parte de suas fatias. A precificação também será em 27 de abril. A Infracommerce diz ser referência em digitalização para B2C e B2B na América Latina. Os recursos vão majoritariamente para aquisições.

O Itaú é o coordenador líder da oferta, ao lado de BTG, Goldman Sachs e Morgan Stanley. Os principais acionistas são fundos: IGVentures, e.Bricks Coinvestment, Flybridge Capital Partners, Transcosmos e Arrow Treasure.

Deixe uma resposta

*