Recuperação fiscal

Recuperação judicial, qual o melhor momento?

Nesse momento muito tem se falado sobre recuperação judicial – RJ. Dados demonstram que em maio os pedidos subiram na ordem de aproximadamente 70%, em comparação ao ano anterior.

 

Recuperação judicialMas o que é uma recuperação judicial?

Muitos confundem a recuperação judicial com a antiga concordata, para piorar, outros a confundem com a falência.

Mas a recuperação judicial nada mais é do que uma ferramenta que te possibilita reorganizar o caixa da sua empresa. Ganhando prazos e descontos nas dívidas.

O mais importante antes de optar por isso, é saber qual momento ideal para usar esse remédio para salvar a saúde financeira da sua empresa.

Há um índice elevado de empresas que acabam falindo, após terem entrando com a RJ. Isso ocorre, porque a maioria passa do ponto ideal de optar por ela. O empresário tem dificuldade em aceitar que a RJ não tem que ser a última opção. A compreensão de que ela é um meio e não um fim precisa ser mais extensiva.

Por ser uma lei muito nova, do ano de 2005 e que teve como principal foco, a tentativa de salvar a VARIG, no momento de sua promulgação, percebe-se que sua aplicação ainda merece aperfeiçoamento perante o mercado e a cultura empresarial brasileira.

Na maioria das cidades, não há VARA Especializada e por isso, a tramitação da RJ passa a enfrentar inúmeras dificuldades, até mesmo para muitos operadores do direito.

Como exemplo podemos citar: Quando se opta pela RJ todo o passivo, excluindo o tributário e alienação fiduciária fica sob a responsabilidade do juiz da recuperanda. Por outro lado, juízes trabalhistas continuam bloqueando contas das empresas criando dos mais diversos transtornos para os empresários, mesmo com uma lei que já existe há mais de quinze anos.

Lembre-se que a RJ tem custos. E, que embora no primeiro momento você tenha um folego de caixa, é extremante importante entender que esse período irá acabar e quando vencer a carência, você terá que arcar com os custos das parcelas do plano que você optou.

Antes de ingressar com a RJ, procure entender mais do que nunca a sua empresa, ver o quanto ela ira crescer sem o passivo que você empurrou para frente e principalmente ter a certeza que no primeiro momento, não conseguirá qualquer linha de crédito.

Portanto, como falei…não utilize essa ferramenta como fim. E, para que você possa estar na minoria que consegue sucesso com a RJ, vou te dar duas dicas: entre com algum caixa e traga os seus principais fornecedores para entender o seu plano, dentro do possível. É importante que eles possam estar ao seu lado nesse novo momento, por mais difícil que ele seja.

Se sua empresa não tiver o mínimo de caixa próprio e não tiver os seus principais fornecedores alinhados, tenha certeza que você acabará no grupo da maioria que não consegue êxito.

Creso Suerdieck Dourado

18 comentários em “Recuperação judicial, qual o melhor momento?

  1. Excelente visão! É exatamente isto que acontece. Esta é a visão de quem une a visão de negócio com o juridico/ financeiro e governança. Parabéns!

      1. Trata-se de um dos maiores empresários do Brasil, sem sombra de dúvida. Profundo conhecedor das leis de mercado e verdadeiro coach qualificado do mundo empresarial, perfeitamente antenado com com a realidade brasileira. Parabéns pelo texto.

  2. Como bom o esclarecimento. Muitos empreendedores precisam ter conhecimento dessas informações,principalmente no momento que estamos passando .

  3. Trata-se de um dos maiores empresários do Brasil, sem sombra de dúvida. Profundo conhecedor das leis de mercado e verdadeiro coach qualificado do mundo empresarial, perfeitamente antenado com com a realidade brasileira. Parabéns pelo texto.

  4. Ótimo artigo, bem sucinto e direto na informação, muito bom ter pessoas assim para poder nos clarear e mostrar algumas opções de caminhos a seguir, principalmente para quem está começando a empreender.
    Parabéns!!

    1. Olá Felipe, fico super satisfeito e feliz com seu comentário e saber também que está acompanhando minhas matérias. Fique a vontade em navegar pelo site! Boa leitura!

      Um abraço,
      Creso Suerdieck

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *