Venda de veículos

Venda de veículos

Venda de veículos usados e seminovos cresceu 13,1% em dezembro em relação a novembro 2020, segundo FENAUTO.

Especialista alerta que a atenção com os amortecedores de veículos usados beneficia o ambiente e o bolso

Foto: Cláudio Rangel

Creso Suerdieck

A Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO) – entidade que representa o setor de lojas multimarcas – divulgou que o volume de transferências diárias de carros realizadas em dezembro foi de 72.593 unidades em todo o Brasil, o que representa um aumento de 13,1% em relação a novembro 2020.

O total acumulado do ano ficou negativo em 12,1%, um resultado bem inferior às estimativas iniciais feitas no começo da pandemia, que previam perdas maiores

Para especialistas em turismo, a pandemia modificou os hábitos de consumo também dos viajantes. Viagens de carro mais curtas, uso de máscaras, recomendação para desligar ar-condicionado do veículo e manter os vidros abertos fazem parte dos novos hábitos. E para isso, é importante dar mais atenção para a manutenção do veículo.

Segundo Rafael Figueiredo, CEO da Pajé Amortecedores, antes de usar o carro novamente, é importante a manutenção preventiva e a revisão, pois mesmo com todos esses cuidados, é grande a probabilidade de que algum componente esteja com certo desgaste, que será identificado e corrigido por uma inspeção profissional.

“Parte fundamental do sistema de suspensão, os amortecedores são os responsáveis por controlarem o sobe e desce das molas ao trafegar por lombadas, depressões, buracos ou irregularidades na pista e por manterem a estabilidade do veículo em curvas. Itens de segurança do automóvel devem estar sempre com a manutenção em dia”, destacou.

Com o crescimento do comércio de carros usados, Rafael alerta para a necessidade de manutenção destes veículos. Principalmente em relação aos amortecedores. Uma opção ecológica e a peça remanufaturada. A procura pelos amortecedores remanufaturados e sustentáveis cresceu 5,34% em 2020.

Além do benefício ao ambiente, os amortecedores remanufaturados trazem alívio ao bolo. Rafael explica que, no processo de remanufatura da peça, todo o seu óleo lubrificante, usado ou contaminado, passou a ser recolhido, coletado e com destino final, de modo a não afetar negativamente o meio ambiente, e permitir sua máxima recuperação, na forma prevista nesta Resolução CONAMA 362/2005.

“A prática de “reduzir”, “reutilizar” e “reciclar” contribui para a sustentabilidade global. Além disso, o remanufaturado é também uma forma mais barata e confiável para a manutenção do veículo, podendo gerar uma economia de até 40% para o usuário”.

Deixe uma resposta

*