Mês das Mulheres

Mês das Mulheres

Mês das Mulheres

Do preconceito à pandemia, conheça os desafios e as conquistas de empreendedoras cariocas

Enquanto 71% das mulheres usam redes sociais, aplicativos e a internet para vender produtos e serviços, só 63% dos homens usam essas ferramentas, diz Sebrae

Foto: Ana Paula Rios/Divulgação

Creso Suerdieck

As mulheres já são a maioria da população, do eleitorado, do ensino superior e representam 48,7% do empreendedorismo no Brasil, de acordo com os dados da Global Entrepreneurship Monitor.

Mesmo diante de todos os obstáculos e preconceitos que persistem na sociedade, das crises econômicas, da pandemia e de ter que conciliar as gestões dos negócios e da família, elas seguem superando desafios e inovando em diversas áreas.

Por sinal, inovam mais do que eles. Segundo o Sebrae, enquanto 71% delas usam redes sociais, aplicativos e a internet para vender seus produtos e serviços, só 63% deles usam essas ferramentas.

“Empreendedoras são criativas, inovadoras e não têm medo das crises”, destaca Ana Fontes, presidente da Rede Mulher Empreendedora (RME). No Mês da Mulher, que termina hoje (31/03), conheça histórias inspiradoras de empreendedoras cariocas de sucesso:

1 – Alzira Gonçalves, fundadora da rede Casa da Empada

Em outubro de 1987, nascia a Casa da Empada, instituindo o conceito de loja especializada em empadas numa época em que este tipo de salgado era vendido apenas em padarias e bares em geral.

Tudo começou quando Dona Alzira Gonçalves preparava os quitutes nas reuniões em família e todos se encantaram com o resultado da receita, que é preservada até hoje. A matriarca deu os primeiros passos vendendo o quitute para bares, padarias e outros estabelecimentos comerciais, pois nunca se imaginava uma loja especializada em empada até então.

O ponto onde fabricava as empadas, uma pequena loja na rua Conde de Bonfim, na Tijuca, passou a vender também para as pessoas que passavam. Em pouco tempo, os salgados fizeram enorme sucesso e a pequena loja se tornou referência, tendo que aumentar a capacidade de produção.

O sucesso foi gigantesco, um verdadeiro fenômeno que surgia a partir da propaganda boca a boca, com clientes de todas as partes do Rio de Janeiro e do Grande Rio solicitando que novas lojas fossem abertas mais próximas às suas residências.

Aos poucos, aprimoraram-se os temperos com maior diversidade de sabores, sempre primando pela qualidade dos produtos e serviços, no mais elevado padrão de higiene e produção artesanal realizada com carinho e amor.

“Eu trabalhava das 6h45 até as 21h. Batalhei muito! Ia até o Cadeg escolher as melhores matérias-primas, me dedicava na produção das empadas, horas de madrugada preparando massas para vender no dia seguinte. Um legado para meus filhos”, conta Dona Alzira com orgulho e emocionada aos oitenta e tantos anos. “Não revelo a idade, mas já passei dos 80”, revela com sorriso no rosto.

Com a expansão gradual e cuidadosa da empresa, tendo em vista um crescimento forte e sustentável de longo prazo, a maior preocupação sempre foi, e ainda é, a manutenção da qualidade dos produtos.

Por isso, as lojas que pertencem à rede de franquias Casa da Empada são abastecidas por sua Central de Produção, localizada no bairro de Maria da Graça, responsável pela confecção e distribuição de toda linha de empadas e salgados. Os produtos chegam prontos para irem ao forno das lojas, tornando a operação simples ao franqueado e garantindo um controle de qualidade mais efetivo por parte da franqueadora.

Site: www.casadaempada.com.br

2 – Sálua Bueno, CEO do Grupo Amelie

Neta de imigrantes sírios, economista com mestrado na UFRJ, Sálua Bueno deixou a carreira, inclusive um doutorado no exterior, quando a cozinha a chamou. Com espírito empreendedor incorrigível, atuou como COO da Blumar, maior empresa de turismo receptivo do Brasil, onde ganhou know-how para iniciar voos próprios.

Em 2014, criou o Amelie Creperie et Bistrot, no Shopping da Gávea, no Rio de Janeiro, um restaurante pioneiro no Brasil na culinária da região da Bretanha, localizada no oeste da França, e na sua principal iguaria, a galette, crepe fino feito à base de trigo sarraceno, elemento tradicional da localidade.

Não demorou muito para inaugurar, em 2017, unidades no Barra Shopping e no Botafogo Praia Shopping. Em 2020, mesmo com a pandemia, a empreitada cresceu, se reinventou na quarentena com o delivery de alta gastronomia, deu os primeiros passos no mercado de franquia e se transformou numa rede com 3 lojas próprias e 3 franqueadas no Rio de Janeiro e em São Paulo, uma delas a primeira Dark Kitchen.

Em 2021, o Amelie Creperie et Bistrot deve chegar a 10 unidades. Outra novidade do grupo, que será lançada este ano, é o Juliette, restaurante que alia sabor, charme, clássico, modernidade e acolhimento numa “embalagem” diferenciada, a partir das vivências nas incursões da empreendedora mundo afora, para levar uma experiência gastronômica cosmopolita.

Site: www.ameliecreperie.com.br

3 – Ludmila Hastenreiter, CEO da startup Empoderamento Contábil

Ludmila Hastenreiter tem 32 anos, é contadora, empreendedora social e empodera mulheres de periferias através do conhecimento em Gestão Financeira e Contábil. Mulher negra, nascida e educada em áreas periféricas do Rio de Janeiro, Ludmila entende que sua missão é retribuir aos seus iguais o conhecimento que conquistou ao longo dos anos de estudo no Brasil, no exterior e na atuação em grandes empresas.

Em 2017, Ludmila criou a startup Empoderamento Contábil e desde então tem promovido eventos gratuitos como palestras, workshops, treinamentos online e lives, impactando mais de 2 mil pessoas em três anos. Em cada evento, ela conscientiza sobre a importância das Finanças Empresariais e da Contabilidade para o sucesso do micronegócio. Durante a pandemia, ela tem promovido esses encontros online, por meio das redes sociais.

– No Brasil, mais de 29 milhões de lares são liderados por mulheres, a maioria mães-solo que se dividem diariamente entre diversos papéis e responsabilidades financeiras. Mulheres que fomentam a economia do país, mas ainda acreditam que suas atividades empreendedoras são apenas bicos temporários, que não são capazes de compreender as rotinas e demandas de uma empresa, além de desconhecerem os benefícios financeiros que a mudança pelo conhecimento trará para vida delas. Quando mulheres prosperam financeiramente, suas famílias, comunidades e cidades também prosperam – explica Ludmila.

Site: www.empoderamentocontabil.com.br

4 – Liana Segal, CEO do Espaço Médico Brasil

Liana Segal inovou há mais de 20 anos ao criar o primeiro coworking dedicado exclusivamente aos profissionais da saúde, o Espaço Médico Brasil, no Rio de Janeiro. A pandemia veio, mas não assustou a empresária, que decidiu investir em tecnologia e na expansão do negócio, com a formatação da sua franquia.

“Com 61 anos, dois filhos e três netos”, como costuma dizer, a empreendedora atribui à experiência trazida pelo tempo o fator fundamental para conseguir encarar desafios como o de 2020 de forma tão destemida.

“Como eu comecei a minha vida empresarial com 27 anos, muito cedo, sentia, muitas vezes, que a juventude não me trazia credibilidade. Hoje, adoro dizer a minha idade e ver que ela me empodera e autoriza minhas ações”, revela e completa: “Como mulher, mãe e avó, me vejo uma empreendedora mais amorosa nos negócios, com mais empatia, mas firme para atingir os objetivos”.

A empresária ressalta, no entanto, que os anos de vida e experiência não podem ser um fator que crie uma zona de conforto no aprendizado e na capacidade de mudar e crescer. “Sonhos não podem envelhecer, nem a capacidade de inovar, se renovar e crescer. Eles devem, sim, amadurecer até que se tornem realidade. E o tempo precisa ser visto e usado como um parceiro nesse processo”.

Do coworking, o Espaço Médico Brasil se tornou uma empresa de soluções na área da saúde, disponibilizando franquia, telemedicina, sistema de marcações de consultas, call center e, mais recentemente, um hub de consultórios nunca visto no mercado.

Site: http://www.espacomedicobrasil.com.br/

5 – Andrea Mosqueira, fundadora do Mr. Lenha

A carreira da chef e nutricionista Andrea Mosqueira começou em 1992, quando se formou e começou a trabalhar no Hospital Pró-Cardíaco. O seu trabalho era elaborar uma alimentação restrita destinada aos pacientes da UTI. Ficou na área até 2000, quando decidiu empreender ao criar o Mr. Lenha, que completa 20 anos. A casa tem como especialidade a clássica gastronomia italiana e pizzas artesanais.

Com pizzas, massas e grelhados mais leves e saudáveis, a ideia logo caiu no gosto dos clientes. Andrea, então, decidiu inaugurar o bufê para servir também no almoço, sem a ortodoxia dos tempos hospitalares. “A comida no restaurante é diversificada e com sabor. Evitamos conservantes e damos preferência aos temperos naturais”, explica Andrea.

O destaque da casa é o forno à lenha, de onde saem pizzas, calzones, focaccias, paninis, lasanhas, entre outras delícias da Velha Bota. Localizado no coração da Barra da Tijuca, no Jardim Oceânico, o restaurante traz um variado bufê para o almoço e um exclusivo sistema de degustação de pizza, que conta com 15 sabores exclusivos preparados na hora pelo pizzaiolo, especificamente para cada mesa.

Para celebrar duas décadas de sucesso, Andrea preparou um menu especial assinado a quatro mãos com o chef Dudu Mesquita, além de novos sabores de pizza tipicamente napolitana, preparados pelo pizzaiolo Pierluigi Russo, nascido na região de Campania, na Itália.

Site: www.mrlenha.com.br

6 – Evelyne Bahiense, diretora da Cuidare Barra da Tijuca

Há quase quatro anos, a publicitária Evelyne Bahiense, de 37 anos, deu uma grande virada na vida quando decidiu iniciar o seu próprio negócio. Trabalhava numa agência até que o sonho de empreender se concretizou ao resolver apostar nos cuidados com os mais vulneráveis. Investiu então na empreitada de levar uma das maiores redes de cuidadores de pessoas do país, a Cuidare, para a Barra da Tijuca.

– Empreender representa uma virada na minha vida. Representa força, amor, carinho. Amo trabalhar num ramo fazendo a diferença de forma determinante na vida das pessoas e tenho muito orgulho de fazer parte de uma rede tão humana e forte – conta emocionada.

Com foco especial nos idosos, ela vem revolucionando esse mercado na região disponibilizando profissionais altamente qualificados, uma carência do setor, e gestão logística digitalizada. Durante a pandemia, essa iniciativa se fez fundamental e ela tem colhido os frutos: a procura pelos serviços aumentou 30% e a empresária vem ampliando a atuação.

– Todos os cuidados exigidos pelo novo normal já eram uma realidade nossa, como o uso de máscaras, óculos de proteção, jalecos exclusivamente na casa do assistido, higienização constante das mãos, banho e troca de roupa e sapatos. Agregamos a troca de turnos para evitar horários de pico no trânsito – destaca.

Site: www.cuidarebr.com.br/unidades/a-cuidare-barra-da-tijuca-rj/

7 – Camila Jakubovic, criadora do canal “Planeta das Gêmeas”

A publicitária e empresária Camila Jakubovic, criadora dos canais ‘Planeta das Gêmeas’, ‘Planeta das Gêmeas Games’, ‘Mila e Ro’ e ‘Theo Comanda’, se engajou de vez no empreendedorismo com o surgimento do canal das filhas Melissa e Nicole. Com trabalho em tempo integral em família, Camila faz o que gosta justamente com as pessoas que mais gosta.

Ela explica a origem da marca. “As minhas filhas Melissa e Nicole assistiam a um programa chamado ICarly, em que duas meninas apresentavam um reality show. Elas adoravam e pediram para ter um programa igual. A forma de realizar o sonho delas foi criando um canal no Youtube. Tudo começou com uma brincadeira e acabou se tornando uma grande marca. Eu trabalho bastante, mas o lado bom é que meu trabalho permite que eu passe muito mais tempo ao lado dos meus filhos e isso é maravilhoso”, enfatiza.

Desde 2015, quando surgiu o “Planeta das Gêmeas”, no Youtube, as irmãs Melissa e Nicole, hoje com 13 anos, vem conquistando uma série de fãs e seguidores em diversas redes sociais.

Atualmente, o canal é um dos maiores no segmento infanto-juvenil do país, possuindo mais de 13,5 milhões de inscritos e mais de 3,5 bilhões de visualizações. Temas variados, abordando brincadeiras, webséries, vlogs e clipes musicais, priorizando a família e os bons exemplos são as principais marcas do canal das irmãs, que já possui mais de 600 vídeos na plataforma.

Toda produção, edição e elaboração do roteiro ficam a cargo de Camila. “Eu gosto de trabalhar nessa área de publicidade, mas acabou que, com a expansão da marca, acabei indo para outros setores também”, comenta.

Além da criação e administração dos quatro canais, a publicitária administra tudo que envolve a marca “Planeta das Gêmeas” que proporcionou a criação de uma peça de teatro, de bonecas e de quatro livros – que ficaram entre os mais vendidos do Brasil na categoria infanto-juvenil – e da loja Planeta das Gêmeas kids e teen, na Barra da Tijuca.

A publicitária criou um site em que os inscritos podem comprar experiências com as gêmeas, como, por exemplo, um vídeo dedicado ou a presença online em uma festa de aniversário. Além disso, Camila está para lançar um aplicativo educativo, o ‘Acromania’, e tem planos de abrir uma agência de marketing digital, em Orlando, nos Estados Unidos, para alavancar novos talentos como influenciadores digitais, sejam eles brasileiros ou estrangeiros. A família está aproveitando a oportunidade para trazer conteúdos inovadores para os canais. “Nós gostamos muito de fazer vlogs e acho que vai ser bem bacana para mostrar coisas diferentes. Para o ‘Theo Comanda’, por exemplo, pretendemos investir mais na parte musical, pensamos até em aproveitar que estamos aqui nos EUA para fazermos algumas músicas ensinando inglês para crianças”, revela.

Com planos de crescimento e expansão da marca, inclusive com projeto de licenciamento para diversos segmentos infanto-juvenis, Camila faz um balanço sobre o “Planeta das Gêmeas” e projeta o potencial dos canais.

“São cinco anos de constante crescimento desde a criação do primeiro canal. Os quatros canais totalizam juntos quase 20 milhões de inscritos no Youtube e quase 4 bilhões de visualizações. Estou sempre buscando novos projetos e investindo no crescimento dos canais e da marca. Acredito que em 2021 o resultado será ainda maior e com projetos inovadores”, planeja a mãe e empreendedora.

Camila Jakubovic já ganhou 8 prêmios do YouTube, sendo um deles a Placa de Diamante, o maior concedido pela plataforma, somente para canais com mais de dez milhões de seguidores.

Site: www.planetadasgemeas.com.br

8 – Ana Paula Rios, CEO da startup de impacto social Da Rua para Você

As pessoas em situação de rua sofrem com dilemas e problemas seríssimos e imediatos, como insegurança, fome, frio, falta de higiene, exposição a doenças e às drogas, contudo, os mais graves são a indiferença e a falta de oportunidades, pois estes fatores inviabilizam toda uma vida.

Visando dar dignidade e perspectiva a essa população, Ana Paula Rios, de 32 anos, moradora do Engenho Novo, na Zona Norte carioca, resolveu se dedicar à transformação dessa dura realidade.

A primeira iniciativa da engenheira de produção, ainda quando era estudante, foi o “Banho da Alegria”, um chuveiro itinerante que percorre as praças do Rio de Janeiro disponibilizando banho às pessoas em situação de rua.

Criada em 2017 com a companheira, a psicóloga Marihá Lopes, e a ajuda de vaquinhas online, rifas, bazares e doações, a ação cresceu, estabeleceu parcerias e se tornou um projeto amplo, passou a reunir diversos outros de impacto social e, com isso, a levar lazer, alimentação e assistência.

Mas Ana Paula não parou por aí e viu a possibilidade de gerar ainda mais impacto social para essa população. Foi quando criou a startup Da Rua Para Você, uma empresa-escola que qualifica e promove geração de renda para pessoas em situação de rua.

Consiste numa estamparia de diversos produtos (como camisetas, canecas, azulejos e bonés) que oferece, de forma gratuita, capacitação, consultoria financeira e oportunidade de emprego às pessoas em situação de rua. Segundo Ana Paula, a ideia é crescer, gerar impacto social decisivo, inspirar e transformar a visão do mercado sobre quem vive nessa condição.

– Da Rua Para Você é um negócio de impacto social com o propósito de reduzir a desigualdade por meio de uma plataforma de conexões. A nossa missão é dar voz e visibilidade para gerar inúmeras conexões capazes de transformar vidas de pessoas em vulnerabilidade social. Nascemos em 2018 atuando com pessoas em situação de rua e hoje também trabalhamos com mulheres negras, público LGBTQI+, catadores de materiais recicláveis e pessoas em vulnerabilidade social – explica Ana Paula.

Durante a quarentena, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a startup atuou ativamente criando a “Pia do Bem”, projeto que envolveu a construção e instalação de pias por vários pontos da Região Metropolitana do Rio de Janeiro para a higiene e prevenção da população em situação de rua.

A iniciativa chamou a atenção do jogador Marcelo, do Real Madrid e Seleção Brasileira, que se tornou seu patrocinador. Atualmente, o Da Rua Para Você está envolvido em diversos programas de aceleração, como o Labora + Sebrae, Shell Iniciativa Jovem e acaba de vencer o prêmio Pólen, promovido pela Unisuam, como melhor startup no processo de Germinação.

Para completar, Ana Paula ganhou o prêmio “Inspira Rio”, organizado pelo Grupo Bandeirantes, na categoria “Responsabilidade Social”.

Site: www.daruaparavoce.com.br/

Deixe uma resposta

*